Terroirs e Tinta Negra

A ilha da Madeira, de origem vulcânica, foi descoberta em 1419 pelo capitão português João Gonçalves Zarco. O arquipélago é atualmente composto por duas ilhas habitadas – Madeira e Porto Santo – e por dois pequenos grupos de ilhas não habitados: as Desertas e as Selvagens. A sua localização privilegiada tornou-o um importante porto de escala que levou à expansão do vinho Madeira, especialmente para os Estados Unidos da América.

O vinho Madeira tornou-se extremamente popular nos EUA no século XVIII, representando mais de 75% de todo o vinho importado neste mercado.

O arquipélago está situado a 32º38’ de latitude a norte e a 16º54’ de longitude a este; a cerca de 1.100 km da costa de Portugal, e a 590 km da costa de Marrocos. A sua área total é de 741 km2, em que as vinhas ocupam cerca de 490 hectares. De relevo íngreme, pela ilha da Madeira é atravessada por uma cordilheira que divide a ilha em duas partes, sendo o Pico Ruivo o ponto mais elevado com 1.862m de altitude acima do nível do mar.
Esta circunstância cria distintos microclimas que têm um efeito determinante sobre a localização da plantação das vinhas.

No geral, o clima é tropical e ameno, o que conjugado com um solo vulcânico fértil dá origem a condições perfeitas para o crescimento das diferentes castas. A isto acresce as notas de salinidade e de iodo das vinhas plantadas mais perto do mar, que são expostas à brisa do mar.

Os solos são ácidos, ricos em minerais, ferro e fosfato, e pobres em potássio, o que contribui para a marca de acidez do vinho. Esta acidez é a marca principal dos vinhos, o que os torna únicos, e o que permite manter a sua frescura por muitos anos depois de terem sido engarrafados.

A rega é fornecida pelo antigo sistema de canais chamado “levadas”, que traz a água das montanhas passando pelas parcelas agrícolas até ao mar.
Madeira Island Wine Map

Casta - Tinta Negra

Negramoll é uma casta que se pensa ser uma variedade nativa das Canárias e da Madeira (que ficou conhecida com o nome de Tinta Negra). Contudo, estudos recentes mostraram que a Negramoll é idêntica à Mollar, uma variedade antiga com origem na Andaluzia, possivelmente da cidade de Cádis, onde foi mencionada pela primeira vez em 1787.

É assim provável que esta variedade originária da Andaluzia tenha sido introduzida nas Canárias e na ilha da Madeira durante ou depois do séc. XVIII. Aqui foi-lhe dado o nome de Negramoll ou (tinta) Negra Mole (oficialmente passou a designar-se Tinta Negra em 2000), baseado no antigo sinónimo andaluz de Mollar Negro.

Com o nome de Tinta Negra, esta variedade é dominante na Madeira, representando entre 80 a 85% da produção de vinho na Madeira (a segunda é Verdelho com 47 hectares) De acordo com os dados estatísticos oficiais havia 277 hectares em 2009. Cultivada no sul da ilha, entre o Funchal e Câmara de Lobos, e no norte em São Vicente, esta variedade é raramente reconhecida no nome dos vinhos.
Este domínio foi particularmente marcado quando a phylloxera “atacou a ilha em 1972, e os produtores optaram por plantar vinhas mais robustas e castas de casca escura Tinta Negra Mole, em vez de uvas de casca clara.
Tinta Negra Mole

Receba as nossas últimas notícias

Visit Madeira - Portugal
Madeira Wine Company
© - Miles Madeira Wine